terça-feira, 30 de setembro de 2014

A importância de se ler.


Desde pequeno aprendemos que temos que estudar, mesmo que seja uma coisa chata, afinal, quem gosta de estudar? Alguns começam antes mesmo da idade escolar.

Quando eu tinha 4 anos de idade peguei uma doença chamada Ostiomelite, que atacava o osso, e no meu caso era o fêmur da perna direita. Essa doença me fez ficar internado por um bocado de tempo, segundo meus pais, algo em torno de três meses.

Uma criança fica impaciente quando fica muito tempo na cama. Eu não era diferente. O que me acalmava ou deixava quieto era um radinho de pilha que pertencia à minha mãe e eu escutava músicas o tempo todo e quando meus parentes me visitavam liam revistas em quadrinhos para mim. Eram revistas da Disney, em geral: Pato Donald, Tio Patinhas, Zé Carioca, e outras.

Quando eu estava recebendo o soro nos braços eu não podia movimentá-los, mas eu contrariava os médicos e enfermeiras sempre. Justamente porque eu ficava “lendo” as revistas e passando as páginas.

Depois que fiquei curado não abandonei as revistas em quadrinhos. E assim aprendi a ler, um pouco cedo demais (será). Foi exatamente ler mais cedo que me proporcionou ter um leque maior de possibilidades de criação. Me ajudou sempre na escola, porque aumentou meu vocabulário, as provas de ditado (sim, havia) eu tirava sempre nota alta e é claro que eu adorava redação.

E foi nessa fase que comecei a ganhar livros. Inclusive dos professores. E conheci o mundo mágico dos livros.

Como aluno fui recompensado pela leitura. Como professor já comecei a perceber que estas novas gerações não estavam dando a devida atenção à leitura. E com o advento da internet e redes sociais isso fica mais amplo. A falta de leitura reflete em uma coisa: a falta de escrita. Ou melhor, na falta de conhecimento da própria língua na hora de escrever.

Mas também com as redes sociais vislumbrei uma luz no final do túnel. Mesmo que haja pais que não incentivem a leitura (e há sim, conheço jovens que os pais não gostam que os filhos leiam) conheci muita gente que lê e ama livros, discutem e criam fóruns de leitura. Isso é excelente.

Eu passei à minha filha a paixão pela leitura. E você?



Antonio Henrique Fernandes

Autor e Capitão deste Navio Errante.

24 comentários:

  1. Amo de paixão postagens sobre a vida literária das pessoas, como elas aprenderam a gostar de ler.
    O que move essa paixão? Na minha humilde opinião eu acredito que em primeiro lugar temos a genética. Isso aconteceu comigo, minha mãe e todas as minhas tias, dos dois lados da família(pai e mãe) são leitoras vorazes, minha avó materna devorava livrinhos de banca e fotonovelas. Então aqui estou eu, louca por livros, viciada compulsiva do melhor vício que se pode imaginar...rsrs
    Leio com gosto e com prazer desde meus oito anos de idade, a biblioteca das escolas sempre foram meu paraíso e delas fazia uso em quantidade absurdamente grandes. Sempre li de tudo um pouco e hoje tenho meu blog, que é minha paixão. E minha maior alegria? Meus filhos são leitores que nem eu. Minha menina aprendeu a ler com 6 aninhos, uma idade normal nos parâmetros gerais, mas ela aprendeu tão rápido e gosta tanto de ler que até me assusto. Bom demais não é?
    E sim, é importante incentivar. Faço o possível para espalhar o gosto da leitura para o maior número de pessoas que eu posso.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viviane,
      muito bom, vejo que na sua família a febre da leitura é grande hehehe. e isso foi passado para seus filhos. é uma maravilha. Se todos lessem o mundo seria melhor pq teríamos pessoas cultas.
      bjs

      Excluir
  2. Antonio é uma pena ver essa geração no focado na internet sem apreciar uma boa leitura, eu tenho uma filha de 12 anos e olha que sempre incentivo ela a ler, eu mesmo não vivo sem ler. Mas não adianta muito para ler um livro ela demora horrores isso quando lê. Precisamos incentivar mais a leitura quem sabe eles larguem um pouco a internet. abraços

    Joyce

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joyce,
      a internet tem suas vantagens, mas um livro físico é muito melhor. o incentivo tem que ser contínuo e pouco a pouco acaba pegando gosto, foi o que aconteceu com minha filha. hoje ela é leitora voraz.
      bjs

      Excluir
  3. Ola tudo bom?
    entao..Eu achei super valido o seu texto..falo de experiencia propria ,hj sou mais desinibidade e sou mais facl de falar em publico e me relacionar pois a leitura me ajudou muito,,sempre tive mania de ler tudo que passava por perto..sem contar escrever em qualquer papel que esta perto de mim..
    mesmoo nao estando lendo muito ultimamente devido a correria,tento no maximo..e nao deixo a tecnologia me influenciar,incluise ano que vem vou eda aulas e tenho um projeto bem legal sobre leitura
    bjs querido
    www.zilandramakes.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zilandra,
      não deixe de ler e que seu projeto sobre leitura seja um sucesso. a leitura ajuda sempre em qualquer segmento da nossa vida.
      bjs

      Excluir
  4. Oi Antonio, tudo bem?
    Como sempre, adoro seus textos!! Gostei bastante de sua opinião e sua experiência em passar para sua filha o prazer da leitura, fico bastante feliz com isso. Tenho 13 anos e alguns dos meus colegas de sala gostam de leitura, sempre ajudo eles e incentivo também para ler um livro! Muitos gostam de séries de tv, games mas alguns também tem livros a respeito da mesma história, o que acho bem legal pois um colega meu comprou um livro para saber mais sobre o que se passava e também muita coisa no livro não passa no filme (rs)\õ/ É sempre bom apreciar uma boa leitura ;)
    Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luan, ler é conhecimento hehehehe. quem lê sabe e aprende mais do que os outros. com certeza é bom apreciar uma boa leitura. e obrigado pelos elogios.
      um abraço.

      Excluir
  5. Olá

    Como um leitor que começou bem jovem entendo muito bem a importância da leitura e da educação para formação do caráter. Engraçado, que você está incentivando sua filha a ler e eu herdei esse hábito do meu pai
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo,
      ler em qualquer instância é importante, mas começar a ler desde pequeno é muito importante para a formação de muita coisa, inclusive o caráter, como bem lembrado por vc.
      um abraço.

      Excluir
  6. Olá Antônio
    Desde cedo fui incentivada a ler por meu pai e agora faço o mesmo com a minha filha, sei como isso é importante e fundamental para a ampliação do vocabulário dela e desenvolvimento de raciocínio. Uma pena que nem todos os pais façam isso.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi,
      A leitura é essencial em qualquer idade, mas é na infância que ela se enraíza e nunca mais deixa a gente. Se todos os pais fizessem isso teríamos com certeza um mundo melhor. ao menos mais sábio.
      bjs

      Excluir
  7. Oi Antonio.
    Eu desenvolvi o gosto pela leitura sozinha, nunca fui incentivada a ler, sempre gostei de desenho animado e quando me dei conta da existência de gibis não parei mais.
    Criei o hábito da leitura por volta dos 11 anos, e os gibis foram a porta de entrada, depois disso passei a me perder na biblioteca, tinha vontade de morar lá rsrs.
    Só fico chateada porque apesar de todas as tentativas, não consegui fazer com que meu filho gostasse da leitura como eu, não consegui vencer as distrações e jogos da internet, infelizmente.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paty,
      acredito que muita gente tenha iniciado seu gosto pela leitura através dos gibis, o mais importante é que isso tenha passado para os livros e perpetuado... mas seu filho um dia poderá ver a força que tem um livro na imaginação da pessoa. converse com ele sobre isso... se ele pode imaginar no jogo, pode fazer na leitura... dê livros baseados em jogos para ver se ele começa a gostar.
      bjs

      Excluir
  8. Antonio
    Muito legal falar sobre sua vida literária. Gostei muito de saber que ao aprender amar os livros, você tenha cultivado o rosto e passado para sua filha. Isso é muito importante.
    Eu leio desde sempre. Minha mãe sempre comprou livros para mim. Aos meus 3 anos (quando entrei na escola) já tinha um acervo de livros clássicos (nacionais e internacionais) que eu levava para a escola e a professora lia para nós. De lá para ca, houve momentos em que li mais, outros li menos. Mas os livros sempre fizeram parte de minha vida! :) E sei da importância desse hábito.
    Espero poder passá-lo aos meus filhos quando vierem. Hoje, tento passar para minha irmã e confesso que tá difícil.

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriano, ler sempre fez parte da minha vida. antes eu só lia, hoje eu também escrevo. meus pais são leitores, tenho um irmão que lê, e minha filha gosta de ler. então acho que a minha família tá bem servida. Quanto à sua irmã, pode ser difícil, mas é impossível, tente ver quais são os gostos dela e assim incentive aos poucos a mudar a rotina, incluindo a leitura.
      um abraço.

      Excluir
  9. Amei esse texto Antonio :)
    Sempre fui incentivada pelos meus pais e hoje sou bibliotecária por causa da paixão que tenho pelos livros. E adoro trabalhar com leitura, infelizmente tive poucas oportunidades de realiza esse trabalho.
    Por outro lado minha irmã não gosta muito de ler, só a Carina Rissi fez ela ler um livro em uma semana, o que foi um record rsrs

    Bjs
    Jéssica Rodrigues
    Blog Lilian&Jéssica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica,
      Ler é uma coisa maravilhosa... nossa mente viaja. é um mundo diferente. vá devagar com sua irmã, aposto que com o tempo ela terá a mesma paixão hehehehe.
      bjs

      Excluir
  10. Parabéns Antônio, é ótimo incentivar alguém à ler, eu aprendi à ler foi mais por meus amigos e hoje sou apaixonada pela leitura e sei o quanto ela é importante na nossa vida. Vou incentivar meus filhos à ler <3
    http://leit0res.blogspot.com.br/2014/10/novidade-literaria4.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia, leitura é sempre a primeira porta para a nossa imaginação. pense nisso na hora de incentivar seus futuros filhos. tente passar sua paixão pelos livros para eles.
      bjs

      Excluir
  11. Assim como você, meu tio no caso me influenciou a ler através dos gibis da Turma da Monica, lembro que vivia pegando livros, bula de remédios, sempre estava lendo, não sou boa na escrita, mais o livro me faz viajar de uma forma tal realista, como eu amo isso.
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brubs, continue sempre a viajar através da leitura.
      bjs

      Excluir
  12. Olá Antonio, tudo bem?

    Vejo muito aluno meu, com 15, 20 anos, que diz odiar ler. Conversando com os pais, a gente percebe que os filhos nada mais são que cópias exatas de seus próprios pais. Uma pena.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pamela,
      realmente é uma pena que muitos dos pais não incentivam os filhos a lerem... não sabem o quanto isso servirá para o futuro deles.
      bjs

      Excluir

Obrigado por nos enviar uma mensagem!